O Sindiloc-PR esteve presente na Assembleia da Fenaloc (Federação Nacional das Locadoras de Automóveis), realizada em 16 de março em Itu, no estado de São Paulo. Entre os assuntos de destaque, foi abordada a situação de vários sindicatos que estão em formação, com pedido de registro junto ao Ministério do Trabalho, assim como daqueles que estão legalmente constituídos e em fase de migração da base da Federação do Comércio para a Fenaloc.

O presidente do Sindiloc-PR, Michel Lima, comenta que tanto o processo de registro de um novo sindicato na base estadual quanto a alteração de base federativa, no caso daqueles já existentes e ligados a Federação do Comércio, para a Fenaloc, é burocrático e demora meses para sua efetivação. “Enquanto isso, a Fenaloc não tem condições de exercer plena representatividade da categoria, seja pela carência de membros devidamente registrados para efetiva e legal representação, seja porque depende de recursos financeiros, somente transferidos à medida que os sindicatos estaduais estejam regularmente filiados”, pontua.

Participaram da assembleia representantes de todos os sindicatos regularmente constituídos e daqueles em formação. Assim como o presidente do Sindiloc-PR, estavam presentes o vice-presidente Carlos Rigolino, que ocupa o mesmo cargo na Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (Abla), entidade representada por ele no evento, e o diretor do Sindiloc-PR e da Fenaloc, Tercio Gritsch.

Entre os assuntos que impactam diretamente o setor e o sindicato no Paraná, Lima destaca a atualização de informações sobre a tramitação de projetos de lei, e a situação de duas ações de inconstitucionalidade, impetradas no Supremo Tribunal Federal (STF), contra três leis já promulgadas: “A que obriga o emplacamento de veículos no estado de São Paulo por empresas locadoras que lá operam. A outra de teor idêntico em Santa Catarina, e, por fim, a terceira que obriga as locadoras de veículos a adaptação da frota em 5% para atendimento a pessoas com deficiência”, explica.

Convenção do Sindiloc SP

A terceira Convenção do Sindiloc SP foi realizada de 16 a 19 de março na sequência da Assembleia da Fenaloc, aproveitando a presença maciça de representantes dos sindicatos dos demais estados e contou com expressiva presença de associados ao Sindloc-SP.

Entre as palestras que compuseram a programação, temáticas voltadas ao tratamento do cliente, como criar um diferencial entre os concorrentes, novas modalidades de financiamento e nichos de mercado, a importância de inovar, e quais são os motivos de olhar para dentro da organização com o objetivo de buscar eficiência.

“Além de assistirmos às palestras, tivemos a oportunidade de conhecer o trabalho da Dra. Luciana Mascarenhas, advogada especialista em trânsito que trabalha para o sindicato de Minas Gerais, e que ministrará o curso de Gestão de Multas e Análise de Acidentes de Trânsito, no Sindiloc-PR”, conta o presidente Michel Lima. (Mais detalhes sobre o curso na página 4 desta edição)

A convenção foi aberta à participação de todos os presentes na assembleia da Fenaloc, de maneira que aproveitassem a oportunidade de atuar em debates posteriores às palestras. “ Isso foi importante para que houvesse a troca de ideias entre representantes de várias locadoras de diferentes partes do país. Essa grande variedade de pontos de vista e situações específicas de cada mercado enriqueceu os debates”, finaliza o presidente.

 

Compartilhe